Autor: Eduardo Ferrarini

Sobre

Eduardo Ferrarini

Amante e estudante de Cinema. Aspirante a cineasta. Apreciador de música, livros, séries, pinturas, video-games, quadrinhos, da vida e das pessoas que a cercam.

Assassinato no Expresso do Oriente

Numa preferência pessoal, sempre fui mais fascinado pelos mistérios desvendados pelo detetive Hercule Poirot, personagem criado por Agatha Christie, do que no detetive mais famoso de todos, Sherlock Holmes. Se nos livros com Sherlock, como O Cão dos Baskerville, acabávamos ficando sem a presença do protagonista em boa parte do livro para depois ele surgir já com soluções, os casos de Poirot permitiam que, não só ficássemos junto a ele, como os elementos com a resposta do crime já estavam presentes na trama, assim sendo resultado da inteligência de Poirot e não soando quase como um superpoder, como soa...

Ler Mais

Liga da Justiça

O universo cinematográfico da DC parece estar, aos poucos, se encaixando nos trilhos. Dando seu pontapé inicial com o apenas ok O Homem de Aço, o estúdio acabou se vendo obrigado a já expandir tal universo, nos apresentando a velhos/novos personagens como Batman e Mulher Maravilha e assim tornando Batman V Superman: A Origem da Justiça em uma tremenda bagunça. Depois, nos ofenderam com o pavorosíssimo Esquadrão Suicida, que facilmente entra na coleção de piores filmes de super-heróis já feitos e, finalmente, acertando com o ótimo Mulher Maravilha. O que nos traz a esse Liga da Justiça, para o qual...

Ler Mais

O Outro Lado da Esperança

No cinema reside uma grande potência para se encaminhar os mais diversos gêneros e estilos, podendo com todos os seus principais elementos (direção, fotografia, arte, som…) nos contar de maneiras distintas uma mesma história ou temática. Portanto, é curioso que o tema dos refugiados e seus dramas seja retratado de maneira séria e informacional no documentário Human Flow, mas é possível abordar tal tema com leveza e humor, presentes no finlandês O Outro Lado da Esperança. Filmes com temáticas idênticas, mas totalmente díspares em seus gêneros (e ambos presentes na Mostra Internacional de Cinema desse ano). Dirigido e escrito...

Ler Mais

“27 anos depois e a gente tem o mesmo Brasil e a mesma falta de futuro e esperança”

Nesta segunda-feira, 13, aconteceu a coletiva de imprensa do filme A Filosofia na Alcova, obra realizada pelo grupo de teatro Satyros e dirigido por Ivam Cabral e Rodolfo Garcia Vásquez. Estavam presentes ambos os diretores, os atores Henrique Mello, Bel Friósi, Felipe Moretti e o maestro Marcelo Amalfi. O filme é baseado no romance de 1795 escrito por Marquês de Sade, encenada como peça de teatro desde os anos 1990 pelos diretores e pela companhia Satyros. A história é centrada em Eugénie, uma jovem virgem que passa a ter uma educação sexual intensa onde os ensinamentos flertam com o...

Ler Mais

Loveless

Nossas criações, vinda de familiares biológicos ou não, geralmente são as grandes responsáveis pela nossa personalidade e valores. São delas que retemos o conhecimento e a forma como devemos nos comportar diante do mundo e da sociedade, obtemos noção de tradições ou regras e, assim, criando nossos meios de se relacionar com os outros. Quando uma relação dentro do ambiente familiar parece insalubre e tóxica, ela afeta em muito o psicológico de um indivíduo quando criança, principalmente por ser tão sensitiva e pérvia ao mundo. Andrey Zvyagintsev com sua mais recente obra, Loveless, parece interessado em explorar como nossas...

Ler Mais