Author: eduardo-ferrarini

Sobre

Eduardo Ferrarini

Amante e estudante de Cinema. Aspirante a cineasta. Apreciador de música, livros, séries, pinturas, video-games, quadrinhos, da vida e das pessoas que a cercam.

A Gente

Um dos erros linguístico do português mais comuns cometidos pelas pessoas se trata da escrita de “gente” e “agente”, dois substantivos onde o primeiro se trata de um conjunto de pessoas, enquanto o outro se refere a alguém agenciado, um funcionário ou o clássico exemplo usado por professores, “agente secreto”. É um erro cometido por conta de uma frase conter “a gente”, onde se refere a pessoa que escreve e o grupo de pessoas com as quais ela fala, que na situação citada, estão juntas. Isso compactua muito não apenas com a opção de Aly Muritiba de intitular o...

Ler Mais

Emoji: O Filme

Por Eduardo Ferrarini Sentado na minha poltrona, na escuridão imersiva da sala de cinema, enquanto ouvia o quinquagésimo trocadilho envolvendo o emoji do cocô, minha cabeça começou a fervilhar: será que a animação Emoji: O Filme se trataria do mais fidedigno manifesto acerca da nossa sociedade e das implicações da tecnologia e dos instantâneos meios de comunicação, que vêm tornado nossas relações mais superficiais, tal qual algum episódio qualquer de Black Mirror? Ainda, por justamente adotar uma forma e linguagem tão estúpidas ser condizente com a atual geração alienante? Ou talvez a construção desse pensamento se deu apenas para...

Ler Mais

Ed Wood

Por Eduardo Ferrarini Em toda sua filmografia sempre foi nítido as influências e interesses de Tim Burton. Basta constatar facilmente qualquer um de seus filmes e ver seu afinco pelo Expressionismo Alemão e filmes B. E, curiosamente, o filme que exala isso de forma mais explícita é um dos seus filmes menos lembrados pelo grande público, mas definitivamente um dos mais aclamados pela crítica (senão o mais aclamado), Ed Wood. Nesta cinebiografia o período corresponde entre a realização do primeiro longa-metragem de Wood (vivido por Johnny Depp), o pavoroso Glen ou Glenda, até seu mais infame e, considerado por...

Ler Mais

Edgar Wright e Ansel Elgort vêm ao Brasil pela primeira vez para divulgar Em Ritmo de Fuga

Por Eduardo Ferrarini Realizando uma verdadeira turnê mundial para divulgar seu mais novo filme, Em Ritmo de Fuga, Edgar Wright junto com o protagonista Ansel Elgort estiveram na manhã do dia 24 de julho em uma coletiva de imprensa em São Paulo, logo após terem realizado uma em Kuala Lumpur, na Malásia. Com bom humor, os dois responderam uma série de perguntas. O filme se trata de Baby (Elgort), um rapaz com habilidades impressionantes no volante e é coagido a realizar trabalhos para um grupo de assaltantes de banco, dirigindo o carro no momento da fuga. Disposto a sair...

Ler Mais

Em Ritmo de Fuga

Por Eduardo Ferrarini Há uma “regra não escrita” no cinema onde se diz não fale, mostre, onde reconhece a natureza visual desta arte e que sua potência e capacidade de contar histórias vem das imagens em movimento e não dos diálogos, ao contrário do teatro, por exemplo, que necessita destes para mover sua narrativa, dada as limitações do palco. Mas infelizmente tem se tornado cada vez menos comum cineastas que sigam esse princípio, apostando em diálogos expositivos que mastigam as informações para os espectadores para se certificarem que eles entendam a premissa e subestimando a inteligência destes, algo cada...

Ler Mais