Author: guilherme-franco

Sobre

Guilherme Franco

Guilherme é Curador, Artista Visual, Diretor e Jornalista. Foi Assistente Internacional na Elo Company, de Produção Executiva na produtora bigBonsai e curador assistente em Festivais no Brasil e Inglaterra. Realizou performances no Brasil e Portugal, está finalizando seu segundo curta metragem, produz e dirige uma Web-Série sobre Festivais de Cinema para o Cinemascope. "Laura", seu primeiro filme, está circulando em vários festivais ao redor do mundo e já foi ganhador de Melhor Roteiro.

Um Belo Verão

Por Guilherme Franco No interior da França de 1971, uma garota está se descobrindo e vivendo por entre grades invisíveis. Sua sexualidade é reprimida e escondida por estar envolta de conservadorismo e ignorância. Tudo muda quando Delphine (Izïa Higelin) se muda para Paris e conhece um grupo de feministas, e lá seu possível amor. Um Belo Verão é mais uma obra que vem para transgredir e retratar o amor LGBTT no cinema, este ainda tão machista e tradicional. Mas além dessa pauta, o roteiro também insere questões como o feminismo, cultura do estupro, aborto e outros pontos que parecem...

Ler Mais

Julieta

Por Guilherme Franco Guardamos rancores e passados mal resolvidos presos dentro de nós na esperança de ter a oportunidade, mesmo sabendo ser quase utópica, de esvaziar a alma das intoxicações que nós, seres sentimentais, estamos sujeitos. O novo filme do mestre espanhol Almodóvar traz para a telona esse sentimento de dores passadas. Conta a história de Julieta (Emma Suárez; Adriana Ugarte), que está prestes a se mudar para Portugal, mas quando encontra uma amiga descobre uma nova informação sobre sua filha, Antía, e decide ficar em Madrid. A protagonista se instala em uma casa e ao decorrer da narrativa, que mistura flashbacks,...

Ler Mais

Incompreendida

Por Guilherme Franco Quando uma obra cinematográfica consegue resumir tudo o que o autor desse texto sente em uma palavra. Todas as dores de cada santo e poético dia vivendo em uma sociedade em crise se mostram em uma personagem que a vontade é de apenas quer entrar na tela como em A Rosa Púrpura do Cairo (1985) e dizer que tudo vai ficar bem. Momentos como quando Paulina diz: “Existem muitos jeitos de chorar, mas o meu é o mais desdenhado.”, vê-se que as lágrimas que não conseguem sair apenas estão presas dentro de nós, que sentimos sempre a dor do...

Ler Mais

Paulina

Por Guilherme Franco Alguns atos geram sistemas complexos em uma sociedade. Um estupro pode ser enxergado como uma volta do ser humano às suas raízes mais pré-históricas. Ações manifestadas em forma de caça e de sexo, que numa representação audiovisual podemos ver a animalização do homem e a expressão de desespero. Filmes como Paulina vem para mergulhar nesse mar de machismo e misoginia, que é a sociedade humana, em sua maioria até os dias de hoje. Paulina (Dolores Fonzi) é uma mulher que está com a vida feita, advogada e filha de juiz prefere desistir da carreira e da cidade grande para ser...

Ler Mais

Convidados do 6° Festival Varilux de Cinema Francês discutem público e produções segmentadas

Por Guilherme Franco O Festival Varilux surgiu, segundo seu diretor Christian Bourdier para mostrar “o futuro do cinema francês”. Christian contou que o critério para a escolha dos filmes tem a ver com as distribuidoras e que esse ano foram 5000 sessões em lugares variados do Brasil. A curadoria também leva em conta fatores como destaque em festivais e prêmios conquistados, mas cada vez mais eles querem ter diversidade, não contar somente com “filme-cabeça”. Na edição deste ano, por exemplo, haviam liberdades de abordagens e de diretores, variados gêneros: de comédia, cinebiografia até animação. Em 2016 o Festival trabalhou...

Ler Mais