Autor: Vinícius Gonçalves

Sobre

Vinícius Gonçalves

Mestrando em Comunicação e Semiótica pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo e graduado em Comunicação e Multimeios pela mesma instituição. Possui interesse em artes plásticas, audiovisuais, processos de criação e crítica de arte.

Pelas Ruas de Paris

Como se posicionar diante à devastadora crise – política, econômica, social – em que vivemos? De que modo podemos conciliar a monotonia e a alienação cotidiana com novas formas de existência? Pelas Ruas de Paris é um filme que, do começo ao fim, indaga sobre a nossa condição existencial, nos desamarrando das certezas e crenças que gestam nossas vidas. O filme estreou mundialmente em 22 de fevereiro no Netflix e foi dirigido por Élisabeth Vogler. O enredo parte de uma relação complicada entre Anna  (Noémie Schmidt) e o seu namorado, Greg (Grégoire Isvarine). No entanto, longe de centrar a...

Ler Mais

Velvet Buzzsaw

“O campo artístico é esta arena particular, ou espaço estruturado de posições e tomadas de posição, onde indivíduos e instituições competem pelo monopólio sobre a autoridade artística.” Loïc Wacquant – Mapear o campo artístico. A citação acima, desenvolvida pelo sociólogo Loïc Wacquant, resume de modo objetivo a tese elaborada por Pierre Bourdieu em seu seminal livro, As Regras da Arte (1992) e serve como ponto de partida para se refletir o novo filme do diretor Dan Gilroy – Velvet Buzzsaw (2019). O filme evoca, de um modo satírico, ao contrário da seriedade da citação, a complexidade e as relações...

Ler Mais

Mary Shelley

Recentemente, a  Netflix disponibilizou em seu catálogo o filme inspirado na vida e obra de Mary Shelley, escritora britânica e autora de um dos romances mais provocadores da modernidade, Frankenstein ou O Prometeu Moderno. O universo artístico que gira entorno do romance de Shelley é vasto e conta com um número significativo de adaptações que permeiam o teatro, rádio, televisão, cinema e quadrinhos. Dessa vez, o foco sai da criatura e foca em sua criadora. Dirigido por Haifaa Al-Mansour a obra não é uma adaptação do romance de Shelley, ao contrário, se debruça principalmente no processo de criação do livro...

Ler Mais

Nos Vemos no Paraíso

“Porque nunca houve experiências mais radicalmente desmoralizadas que a experiência estratégica pela guerra de trincheiras.” (Walter Benjamin, Experiência e Pobreza, 1933). Vencedor de diversas categorias no César de Cinema entre elas: Melhor Diretor, Melhor Fotografia e Melhor Figurino, Nos Vemos no Paraíso é um filme francês, adaptado do romance de Pierre Lemaître e dirigido por Albert Dupontel.O filme é narrado por Albert Maillard (Albert Dupontel), um ex-contador que participou da 1° Guerra Mundial ao lado de Édouard Péricourt (Nahuel Pérez Biscayart), um excelente desenhista. A narrativa é contada por meio de um longo flashback que perpassa o entrave entre...

Ler Mais

Egon Schiele – Morte e Donzela

Baseado no livro de Hilde Berger dirigido por Dieter Berner, o longa relata os aspectos mais relevantes da vida do artista expressionista Egon Schiele, do início do século XX. A narrativa da obra se estabelece entre cortes lineares e não lineares, avançando e retornando a partir do recurso de flashbacks. Essa forma dinâmica de contar a história se encaixa no modo como vivemos a experiência de assistir ao filme, uma vez que somos apresentados a um artista contaminado pela vontade de viver. E essa vontade encontra-se expressa em diversos momentos de sua vida, principalmente na arte e no amor....

Ler Mais