Home / CineMundi / Especial #5+1: Diretoras indianas
capa especial

Especial #5+1: Diretoras indianas

Por Marília Bacci

Parabéns, mulheres, pelo Dia Internacional da Mulher! Temos vivido uma época de muito empoderamento feminino e as pessoas estão discutindo mais sobre o papel e os valores que uma mulher tem na sociedade, que não são poucos…

Apesar da indústria do cinema indiano ser dominada pelos homens, as mulheres vêm conquistando um espaço grande, e não faz pouco tempo não. Sejam elas como atrizes, produtoras, diretoras, cantoras, fazendo filmes críticos que tratam de assuntos polêmicos para a sociedade ou filmes para puro entretenimento (conceito com o qual eu discordo, pois todo filme tem uma mensagem a passar), os conhecidos masala movies.

Neste especial do Dia da Mulher vocês irão conhecer alguns nomes de diretoras indianas, conhecidas não só por seus trabalhos nessa indústria, como também internacionalmente.

Kalpana Lajmi

Kalpana-Lajmi

Filha de uma pintora muito famosa e sobrinha de um grande nome da indústria do cinema indiano, ela começou seus trabalhos em 1977 como figurinista. Seu primeiro trabalho como diretora foi em 1978 em um documentário, além de ter dirigido e produzido grandes sucessos do circuito paralelo. Seu filme Daman (2001) foi idolatrado pela crítica por tratar de violência contra a mulher no casamento.

Deepa Mehta

deepa_mehta

Deepa é uma diretora nascida na Índia e radicada no Canadá. Dona de uma trilogia (Fire, Earth e Water) muito aclamada pela crítica internacional. Seus filmes já foram exibidos em Cannes, Festival Internacional de Toronto, e um dos filmes já foi indicado ao Oscar de Melhor Filme Estrangeiro. A maioria de sua obra fala de assuntos “proibidos” na Índia como homossexualidade, casamento infantil e prostituição, ela já foi até impedida de filmar no país por causa de protestos.

Farah Khan

farah-khan

Iniciou em Bollywood como coreógrafa, trabalho que faz até hoje em conjunto com as direções e produções. Farah trabalha mais com os filmes masala, e seus filmes sempre têm histórias de amor não correspondido e mocinho contra vilão. Atualmente é uma das mais importantes diretoras atuando no cenário indiano.

Kiran Rao

kiran-rao

Casada com o ator Aamir Khan, começou os trabalhos como diretora assistente em Lagaan: Era uma Vez na Índia (2001). Também dirigiu e escreveu Dhobi Ghat, um filme sobre a história de quatro moradores de Mumbai que se cruzam em uma das maiores favelas do mundo.

Gauri Shinde

gauri-shinde

Sua estreia na direção foi com English Vinglish, um filme que, como ela mesma disse, foi feito para pedir desculpas para sua mãe por ela, pois ela não sabia falar inglês e deixava a filha muito envergonhada. Os filmes de Shinde já foram mostrados em festivais de cinema como o de Toronto e de Berlim.

E provavelmente a mais conhecida internacionalmente seja nosso próximo nome…

Mira Nair

Seu primeiro filme foi Salaam Bombay! (1988), que lhe rendeu uma indicação ao Oscar de Melhor Filme Estrangeiro e dois prêmios em Cannes. Após esse sucesso Mira foi para os EUA e já fez vários outros títulos importantes como Um Casamento à Indiana (que ganhou um Globo de Ouro), Nome de Família e Tudo por um Sonho. Trabalhou com vários nomes como Anjelica Huston, Marisa Tomei, Alfred Molina, Denzel Washington, Uma Thurman e outros. É especialmente conhecida por levar às telas os dramas da vida.

Sobre Marília

Brasileira, com uma pitada de curry indiano. Fotógrafa; cinéfila, com preferências; feminista; amante de comida, e de Shahid Kapoor e Madhuri Dixit.
Comentários