Home / Colunas / Oompa-Loompa / 8° Festival de Cinema Latino-Americano – Parte 2
cinemascope-festival-latino-americano-2013-8

8° Festival de Cinema Latino-Americano – Parte 2

Por Wallacy Silva.

Através da mostra Escolas de Cinema, o 8° Festival de Cinema Latino-Americano de São Paulo – 2013 exibiu curtas-metragens de estudantes de todo o continente. Com temáticas variadas e apurada criatividade, os trabalhos nos apresentam profissionais que podem ser o futuro da produção audiovisual da região. A seguir você lerá a segunda de três partes das nossas análises de uma parcela dos curtas!

Suda (Carmen Martinez, México, 19’, 2012)

cinemascope-suda

Em uma academia de ginástica o suor dos frequentadores parece servir de matéria-prima para um enigmático processo de rejuvenescimento. A história tem um tom de thriller, com uma câmera frequentemente subjetiva, e planos fechados que escondem e sugerem. Nada mais é que a batalha da protagonista contra o medo de envelhecer, contada de forma nada naturalista.

O Roubo da Noiva (El Robo de la Novia, Miguel Angel Sanchez, México, 10’, 2013)

Pelo que eu entendi ninguém ficou noivo de ninguém… estamos diante de uma desatenção de tradução, O Roubo da Namorada seria mais adequado. O título refere-se a uma pratica de membros de redes de prostituição, que se aproximam de garotas primeiramente conquistando-as, namorando-as, para depois as levar a vender seus corpos. Gustavo é um rapaz infeliz, saturado do dia a dia de trabalho. Ele gosta de uma colega de empresa, e a irmã dela encontra-se justamente na situação descrita. Gustavo parte então em busca da menina, no intento de provar o seu amor e de encontrar um sentido para a própria existência. Ótima denuncia, não só da prática criminosa, mas das frustrações patrocinadas pelo meio corporativo.

Intervalos (Facundo Hidalgo, Argentina, 12’, 2013)

cinemascope-intervalos

A animação lembra desenhos de giz em um quadro-negro, mostrando elementos de uma cidade, cada vez mais difusos. O som de uma flauta xamânica se mistura aos sons da cidade, distantes. Aí vêm os sons de fortes ventos e da chuva. O urbano e a natureza se encontram em uma caótica comunhão.

Corpo Vazio (Cintia Nakashima, Brasil, 19’, 2013)

Um escultor vive isolado em seu ateliê. Recebe a visita de uma mulher, Diana. Aparentemente está doente. E o espectador observa um ritual de transcendência plasticamente muito belo.

Passagem (Rubel Brisolla, Brasil, 15’, 2013)

cinemascope-passagem

A série de entrevistas com alunos do ensino médio de escolas privadas do Rio de Janeiro é um grande alerta aos governantes e profissionais da educação. Dá a voz aos estudantes, que chamam a atenção para aspectos como o sistema educacional engessado e a falta de estímulos recebidos pelos alunos. Depoimentos reveladores, divertidos e surpreendentes.

VHS (VHS: Víctor Hasta Siempre, Amparo Gonzalez Aguilar, Argentina, 9’, 2012)

Víctor é um rapaz que teve seus sonhos frustrados, como o de ser astronauta, e trabalha em um call center. Ao mesmo tempo vê seu amigo de infância, Lúcio, atingir os seus objetivos. Um retrato cruel e bem humorado da sufocante vida no telemarketing.

A Música Silenciada (La Música Silenciada, Andrea Oliva, México, 28’, 2013)

cinemascope-la-musica-silenciada

O “cânone” do rock no México não coloca as mulheres entre os artistas do período entre 1956 e 1964, quando uma ruptura foi causada pelo rock’n’roll. Este documentário mostra não só como as mulheres fizeram parte dessa revolução, mas também que foram pioneiras. As entrevistas e imagens de arquivo têm em seus entremeios performances das agora senhoras, como a professora Yolanda, ex-integrante da banda Las Mary Jets, e considerada a primeira baterista mulher do rock mexicano.

Confira a Parte 1 e a Parte 3!

Sobre Wallacy

Letrista, paulistano, adora música, livros, futebol, redes sociais, idiomas, conversas, novidades, detalhes, interpretações e, obviamente, cinema! @wallacy13
Comentários