Home / Colunas / Oompa-Loompa / Globe of Death
Globe of Death

Globe of Death

Por Guilherme Franco

Globe of Death é um curta documental que reinaugura o estilo muitas vezes rotulado como tedioso e que parece ter uma linguagem já explorada à exaustão com os talking-heads¹ e imagens de cobertura². Luzes vermelhas, azuis, lanternas, tudo começa com um plano detalhe em um olho, vermelho e sons de trovões, e aí uma voz masculina inicia contando que já quebrou inúmeras partes de seu corpo.

“Não importa quantas quedas, batidas ou ossos quebrados eu tiver, eu vou sempre levantar e subir de novo na moto”.

Depois de um pequeno tempo começa-se a notar que aquilo não é uma ficção científica e nem o que poderia ser um branded-content³, e sim uma história de mais um cidadão comum que trabalha em um local que foi tido como exótico e perigoso com o tempo. A dupla Autobahn (Pedro de la Fuente e James Worsley) centram-se no ímpeto do documentário: achar uma história que pode ser exótica, perdida em um monte de narrativas consideradas comuns, e transformá-la em algo mais exótico ainda valendo-se de uma estética noturna, iluminada e fantástica.

Com poucos minutos, os diretores constroem uma jornada do herói com contextualização, ponto de virada e transformação. Lucius Zafalon é o personagem principal da história, que mostra sua transformação desde seus primeiros desejos com a moto, sua quase desistência e a sede de vida que consegue saciar estando em cima do banco de uma motocicleta e rodando em um pequeno círculo de ferro.

O curta teve o selo de “Vimeo Staff Pick”, uma pequena seleção de produtos audiovisuais no site que tiveram destaque por sua excelência e qualidade técnica.

¹pessoas falando em um plano fixo diante as câmeras

²imagens de apoio para utilização na montagem, sem ser o entrevistado falando, não o principal foco do vídeo

³é todo conteúdo de entretenimento produzido pelas marcas. O conceito de branded content é o mesmo que marketing de conteúdo, o que significa, basicamente, oferecer informações úteis ao usuário ou cliente que não necessariamente tenham relação com a marca.

Assista na íntegra:

Sobre Guilherme

Uma mistura de Wes Anderson, Lars Von Trier, Coutinho e Godard. Videomaker, futuro jornalista e diretor, ama filosofar e repensar como produtos artísticos seriam de outra forma. Vegetariano e corredor, a cada dia tenta se acostumar mais com essa sociedade que vive de utopias.
Comentários