Home / Críticas / Nós, Eles e Eu
Nós, Eles e Eu

Nós, Eles e Eu

Por Guilherme Franco

“Faz 15 anos que comecei a gravar este documentário e detesto quando me perguntam se sou pró-Israel ou Palestina” (Nicolás Avruj).

Nós, Eles e Eu conta a história de Nicolás Avruj, um argentino de família judaica. Aproveitando que seu primo havia ganhado uma bolsa de estudos em Tel Aviv, ele vai a Israel para visitá-lo. Após chegar, descobre que seu primo voltou para Argentina e decide ficar por lá para gravar vídeos e descobrir um pouco mais do contexto político e social da região.

Após 15 anos, Nicolás volta para a Argentina para montar seu longa e concluir esse ciclo. O filme é inteiro narrado com voz off do diretor misturada a imagens de cobertura e entrevistas com pessoas que moram nos dois países. É mais uma obra que entra no nicho de documentários em que o diretor/autor arrisca sua vida. Como Cartel Land, Winter on Fire e outros, neste, o autor entra no meio dos conflitos sem medo, acompanhando tropas, jornalistas e cidadãos comuns. O maior desafio se concentra no fato dele ter origem judaica, assim, pertencendo a um dos lados desse conflito, mas isso não se coloca como um obstáculo para ele e o trabalho de apuro jornalístico é bem realizado.

“Amo a guerra, se parar vou me matar” (cidadão de Israel).

O começo e o final do longa são bem familiares e pessoais, se relacionam com a avó de Nicolás, o que poderia ter sido uma alternativa para a construção de uma narrativa mais dramática e melhor trabalhada, se houvesse a inserção de mais pontos de reflexão e diálogo com a avó durante o longa. O filme é bem filmado, mesmo sendo uma área de extremismos e guerra, o diretor mantém a câmera posicionada e orientada. A mudança do protagonista em meio a toda essa jornada é questionadora, assim como ele mesmo argumenta com as pessoas com que fala ao longo de sua jornada. Outro ponto que vemos e podemos comparar com o contexto político atual do Brasil é a bipolarização, sempre um lado ou outro do conflito, você nunca pode ser neutro.

A guerra se mostra confusa e sem lógica, como geralmente conflitos desse tipo são, e podemos perceber por falas como aquela acima do cidadão de Israel o nível em que se chegou, com pessoas em um estado alterado, muitas vezes sem consciência dos próprios atos. O filme todo se comporta como a busca do protagonista de entender o que está acontecendo, a relação social, política e econômica entre Israel e Palestina, que indiretamente influenciam outras regiões de forma quase irreversível.

Nós, Eles e EuNós, Eles e Eu (NEY, Nosotros, Elos y Yo)

Ano: 2015

Direção: Nicolás Avruj

Roteiro: Alejandro Dujovne, Andrea Kleinman e Nicolás Avruj

Elenco Principal: Abu Harbed, Frieda Geffner, Nicolás Avruj, Nur Al Levi

Gênero: documentário

Nacionalidade: Argentina, Israel e Palestina

 

 

 

Veja o trailer:

Galeria de Fotos:

Por Guilherme Franco “Faz 15 anos que comecei a gravar este documentário e detesto quando me perguntam se sou pró-Israel ou Palestina" (Nicolás Avruj). Nós, Eles e Eu conta a história de Nicolás Avruj, um argentino de família judaica. Aproveitando que seu primo havia ganhado uma bolsa de estudos em Tel Aviv, ele vai a Israel para visitá-lo. Após chegar, descobre que seu primo voltou para Argentina e decide ficar por lá para gravar vídeos e descobrir um pouco mais do contexto político e social da região. Após 15 anos, Nicolás volta para a Argentina para montar seu longa e…

Avaliação geral

3,5

3,5

Sobre Guilherme

Uma mistura de Wes Anderson, Lars Von Trier, Coutinho e Godard. Videomaker, futuro jornalista e diretor, ama filosofar e repensar como produtos artísticos seriam de outra forma. Vegetariano e corredor, a cada dia tenta se acostumar mais com essa sociedade que vive de utopias.
Comentários