Home / Críticas / Vic+Flo Viram Um Urso
Cinemascope-Vic+Flo Viram Um Urso (8)

Vic+Flo Viram Um Urso

Por Aline Fernanda

O filme canadense Vic+Flo Viram Um Urso participou do Festival do Rio 2013 e levou o prêmio Prêmio Alfred Bauer – Urso de Prata no Festival de Berlim 2013. Ele conta a história de Victoria, que acaba de deixar a prisão. Ela tem 61 anos e quer começar uma vida nova, por isso vai para a casa de um tio, já doente e inválido, em uma típica “cabane à Sucre” desativada no meio da floresta canadense. Vic espera viver ali com sua amante mais jovem Florence, sua ex-companheira de cela com quem dividiu anos de intimidade na prisão. Sob a supervisão atenta e sistemática de Guillaume, o jovem oficial de condicional, Vic quer fazer a coisa certa e ficar em paz. Mas o passado volta para assombrar Flo. Sinais de ameaça iminente começam a surgir e a floresta parece ter armadilhas traiçoeiras.

A grande questão do longa de Côté é a liberdade e como ela parece não cair tão bem em Vic. A personagem está sempre presa dentro de seu novo “lar”, e quer aprisionar Flo, que ao contrário de Vic nasceu para viver a liberdade. A cena que deixa isso clara, e de início parece aleatória, é uma em que somos apresentados as mulheres presas e que parecem muito mais livres do que Vic.

Em um certo momento o filme ganhar ar de suspense e somos apresentadas a Jackie, uma vilã caricata e nojenta, que sabe de sua real condição: “Pessoas nojentas como eu realmente não existem”, totalmente consciente que seu papel é resumir o mal e a dor.

Mais do que a liberdade Vic+Flo Viram Um Urso  mostram que o medo de perder alguém é tão real quanto à história que nada dura para sempre.

Guillaume (oficial de condicional) é o personagem mais dócil do filme, ele se importa com Vic e Flo, e ele acredita nelas e mostra que tem esse afeto em um momento em que diz “Ela me lembra minha mãe”, se referindo a Vic.

 A fotografia do filme é incrivelmente bela e traduz bem a frieza/tristeza dessa suposta liberdade e medo das personagens. Vic+Flo Viram Um Urso é um filme para refletir e diferente de muitos, ele pede que seja sentido para ser entendido.

 

Cinemascope-Vic+Flo Viram Um Urso (1)Vic+Flo Viram Um Urso (Vic+Flo Ont Vu Un Ours)

Ano: 2013

Diretor: Denis Côté

Roteirista: Denis Côté

Elenco Principal: Pierrette Robitaille, Romane Bohringer, Marc-André Grondin

Gênero: Drama/ Thriller

Nacionalidade: Canadá

 

 

 

 

Confira o trailer:

Galeria de fotos:

Por Aline Fernanda O filme canadense Vic+Flo Viram Um Urso participou do Festival do Rio 2013 e levou o prêmio Prêmio Alfred Bauer – Urso de Prata no Festival de Berlim 2013. Ele conta a história de Victoria, que acaba de deixar a prisão. Ela tem 61 anos e quer começar uma vida nova, por isso vai para a casa de um tio, já doente e inválido, em uma típica "cabane à Sucre" desativada no meio da floresta canadense. Vic espera viver ali com sua amante mais jovem Florence, sua ex-companheira de cela com quem dividiu anos de intimidade na…

Avaliação geral

Avaliação Geral

3,5

Sobre Fernanda

Psicóloga, fotógrafa, paulistana, fã dos clássicos, suspense e animação, tem como ídolos os diretores Alfred Hitchcok e Tim Burton.
Comentários