Home / Notícias / 21° Vitória Cine Vído divulga sua seleção de filmes
Cinemascope - Festival de Vitória

21° Vitória Cine Vído divulga sua seleção de filmes

Da redação

Entre 12 e 17 de setembro, Vitória se transforma na capital nacional do cinema. Durante esses dias, cineastas jovens e veteranos, produtores, atores, profissionais do audiovisual e jornalistas de todo o Brasil se reúnem na capital do Espírito Santo para o Festival de Vitória – 21º Vitória Cine Vídeo (VCV).Com uma extensa e diversificada programação em torno da arte cinematográfica, o festival selecionou para suas diversas mostras competitivas 58 filmes, entre curtas e longas-metragens, de 12 estados brasileiros. Abertas ao público com entrada franca, todas as sessões serão no Theatro Carlos Gomes e no Cineclube Metrópolis, com público estimado em 30 mil pessoas. O grande homenageado desta edição é o ator e diretor Paulo José.

O 21º Festival de Vitória apresentará a 18º Mostra Competitiva Nacional de Curtas (16 filmes); a 4º Mostra Competitiva Nacional de Longas (6 filmes); a 3º Mostra Foco Capixaba (5 curtas), com o melhor do cinema local; a 3º Mostra Corsária (17 curtas), com filmes que apresentam pesquisas de linguagem da estética cinematográfica; a 4º Mostra Quatro Estações (5 curtas), com produções que abordam a temática da diversidade sexual; e o 15º Festivalzinho de Cinema, voltado para o público infanto-juvenil.

O Festival ainda contará com outras duas mostras, estas de caráter não competitivo: a Mostra Outros Olhares, com seis documentários capixabas; e duas Sessões Especiais VCV, com a comédia Lascados, que tem cenas filmadas no norte do Espírito Santo, e o documentário Cidade de Deus, 10 anos depois, sobre a trajetória de vida dos atores do filme Cidade de Deus.

A maratona cinematográfica será encerrada na noite de 17 de setembro com a Cerimônia de Premiação, que terá a exibição de um longa-metragem fora de competição (a definir). Na ocasião, serão anunciadas as melhores produções do Festival em mais de 20 categorias escolhidas por um júri formado por profissionais da área cinematográfica a partir de critérios técnicos e artísticos. Os filmes premiados recebem o tradicional Troféu Marlin Azul. São curadores do Festival de Vitória deste ano o professor universitário e pesquisador Erly Vieira Jr, odiretor e crítico de cinema Rodrigo de Oliveira; e a programadora audiovisual Rosemeri Barbosa.

Junto com as exibições, que acontecerão no Theatro Carlos Gomes e no Cineclube Metrópolis, o 21º VCV ainda promove o 16º Concurso de Roteiro Capixaba e 3º Concurso de Mídias Alternativas. Este ano, uma outra novidade é o 1º Concurso Nacional de Web Séries. Trata-se de uma aposta na difusão de conteúdos multimídia e nos novos formatos audiovisuais e contará com um júri formado pela coordenadora de Conteúdo e Novas Mídias no Canal Brasil, Gesiele Vendramini, e pela Diretora Senior de Talento e Música para a Viacom (MTV, VH1, Nickelodeon e Comedy Central), Anna Butler.

Também integram o Festival as aguardadas homenagens a personalidades do cinema nacional e do cinema capixaba. Este ano, além de Paulo José, será homenageada a jornalista, atriz e diretora Glecy Coutinho. O evento ainda contará com oficinas de formação na área audiovisual, além de debates e encontros com pesquisadores de cinema, realizadores e o público em geral. 

 

4º Mostra Competitiva Nacional de Longas

– A história da eternidade, de Camilo Cavalcante (FIC, 120 min., PE)

– A vizinhança do tigre, de Affonso Uchôa (DOC, 95 min., MG)

– Batguano, de Tavinho Teixeira (FIC, 75 min., PB)

– Branco sai, preto fica, de Adirley Queirós (DOC/FIC, 93 min., DF)

– Cauby – Começaria tudo outra vez, de Nelson Hoineff (DOC, 90 min., RJ)

– Entreturnos, de Edson Ferreira (FIC, 82 min., ES) [exibição de estreia]

18º Mostra Competitiva Nacional de Curtas

– A Cor do Fogo e a Cor da Cinza, de André Felix (DOC, 23 min./ES)

– A Hora Azul, de Giovani Barros (FIC, 20 min./RJ) [exibição de estreia]

– Casa Forte, de Rodrigo Almeida (FIC, 11 min./PE)

– Cloro, de Marcelo Grabowsky (FIC, 18 min./RJ)

– Guerra Fria, de Paulo Sena (FIC, 17 min./ES) [exibição de estreia]

– Jardim Tókio, de Rodrigo Grota (FIC, 16 min./PR)

– La Llamada, de Gustavo Vinagre (DOC, 20 min./SP)

– Loja de Répteis, de Pedro Severien (FIC, 17 min./PE)

– Mundo Incrível Remix, de Gabriel Martins (FIC, 24 min./MG)

– Na Hora dos Morcegos…, de Richard Tavares (FIC, 16 min./RS)

– No Devagar Depressa Dos Tempos, de Eliza Capai (DOC, 25 min./ES-SP) [exibição de estreia]

– O Clube, de Allan Ribeiro (FIC, 17 min./RJ)

– O Completo Estranho, de Leonardo Mouramateus (FIC, 24 min./CE)

– Quinze, de Maurílio Martins (FIC, 25 min./MG)

– Vento Sul, de Saskia Sá (13 min./ES) [exibição de estreia]

– Viagem na Chuva, de Wesley Rodrigues (ANI, 13 min./GO)

 

3º Mostra Foco Capixaba

– Desfragmentos, de Melina Leal Galante (DOC, 13 min./ES) [exibição de estreia em mostras competitivas]

– Pássaro de Papel, de Léo Alves (FIC, 20 min./ES) [exibição de estreia]

– Pela Janela, de Diego de Jesus (DOC, 20 min./ES) [exibição de estreia]

– Saia, de Davi de Jesus Cao (ANI, 5 min./ES)

– Vitória F.C., de Vitor Graize e Igor Pontini (29 min./ES) [exibição de estreia]

 

Mostra Outros Olhares

– Mulheres do Congo, de Sandy Vasconcelos e Sandra Temístocla (16 min./ES) [exibição de estreia]

– Baía do Espírito Santo, de Claudino de Jesus (15 min./ES) [exibição de estreia]

– Ilhados, de Wayner Tristão e Lucas Bonini (15 min./ES)

– Anchieta, de Hegli Lotério (15 min. /ES)

– O bom da brincadeira, de Ricardo Sá (15 min./ES) [exibição de estreia]

– Tramas, de Léo Gomes (30 min. / ES) [exibição de estreia]

 

3º Mostra Corsária

– A Estrada é um Delírio, de Dellani Lima (FIC, 11 min./MG) [exibição de estreia]

– Calado, de Lívia Gegenheimer Gouvêa (DOC, 13 min./ES) [exibição de estreia em mostras competitivas]

– Dia Branco, de Thiago Ricarte (FIC, 19 min./SP)

– Ensaio Sobre Minha Mãe, de Jocimar Dias Jr. (FIC, 20 min./RJ) [exibição de estreia]

– Ensaio, de Sofia Saadi (FIC, 19 min./RJ)

– Estudo em Vermelho, de Chico Lacerda (FIC, 16 min./PE)

– Malha, de Paulo Roberto (DOC, 14 min./PB)

– Multidões, de Camila Vieira (FIC, 20 min./CE)

– Na Realidade, de Rodrigo Bitti (FIC, 10 min./RJ) [exibição de estreia]

– Nascedouro, de Bernardo Teodorico (FIC, 12 min./PB)

– Nua Por Dentro do Couro, de Lucas Sá (FIC, 21 min./MA)

– O Arquipélago, de Gustavo Beck (DOC, 28 min./RJ)

– O Porto, de Clarissa Campolina, Julia de Simone, Luiz Pretti e Ricardo Pretti (DOC, 21 min./RJ)

– O Uivo da Carne na Terra da Luz, de Eduardo Madeira (FIC, 21 min./ES) [exibição de estreia em mostras competitivas]

– Ouça o Ciclone, de Lucas Camargo de Barros (FIC, 18 min./SP)

– Te Extraño, de Nathália Tereza (FIC, 12 min./PR)

– Tejo Mar, de Bernard Lessa (FIC, 22 min./RJ)

 

4º Mostra Quatro Estações

– Canto de Outono, de André Antônio (FIC, 13 min./PE)

– Embaraçadas, de Paulo Sena (FIC, 12 min/ES)

– Linda, Uma História Horrível, de Bruno Gularte Barreto ( FIC, 20 min./RS)

– O Olho e o Zarolho, de Juliana Vicente e René Guerra (FIC, 17 min./SP)

– Uma Carta Para Heitor, de Larissa Fernandes (FIC, 15 min./GO)

 

PREMIAÇÕES

Mostra Competitiva Nacional de Longas

– Troféu Marlin Azul – Melhor Filme
– Troféu Marlin Azul – Melhor Direção
– Troféu Marlin Azul – Melhor Roteiro
– Troféu Marlin Azul – Melhor Interpretação (válido para atores e atrizes)
– Troféu Marlin Azul – Melhor Contribuição Artística (válido para categorias técnicas a serem apontadas pelo júri – fotografia, direção de arte, montagem, som, trilha sonora etc)

– Troféu Marlin Azul – Prêmio do Júri Popular

Mostra Competitiva Nacional de Curtas

– Troféu Marlin Azul – Melhor Filme
– Troféu Marlin Azul – Melhor Direção
– Troféu Marlin Azul – Melhor Fotografia
– Troféu Marlin Azul – Melhor Roteiro
– Troféu Marlin Azul – Melhor Concepção Sonora
– Troféu Marlin Azul – Melhor Montagem
– Troféu Marlin Azul – Melhor Direção de Arte
– Troféu Marlin Azul – Melhor Atriz
– Troféu Marlin Azul – Melhor Ator
– Troféu Marlin Azul – Prêmio Especial do Júri
– Troféu Marlin Azul – Prêmio do Júri Popular

Mostra Foco Capixaba

– Troféu Marlin Azul – Melhor Filme

Mostra Quatro Estações

– Troféu Marlene – Melhor Filme

Mostra Corsária

– Troféu Corsário para os três melhores filmes (sem ordem classificatória)

Festivalzinho de Cinema

– Troféu Marlin Azul – Melhor Filme (júri popular)

Sobre Joyce

Fundadora e editora do Cinemascope, jornalista, paulistana, fotógrafa, apaixonada por David Lynch, Pedro Almodóvar, Marilyn Monroe e café.
Comentários