Home / Notícias / Alunos de Cinema criam comercial polêmico sobre Adolf Hitler
Cinemascope---Alunos-de-Cinema-criam-anúncio-publicitário-polêmico-sobre-infância-de-Hitler

Alunos de Cinema criam comercial polêmico sobre Adolf Hitler

Da redação

E quando a criatividade envolve polêmicas comerciais e históricas da humanidade o resultado é sempre o mesmo: mais polêmica! Os alunos da Academia de Cinema Baden-Württemberg, na Alemanha, criaram um comercial de um carro da Mercedes Benz que calcula a trajetória dos pedestres, parando se o motorista não reagir a tempo, evitando atropelamentos e vítimas fatais.

O primeiro problema começou quando o comercial é postado no Youtube e, como não é um produto da empresa Mercedes Benz, teve que ser retirado do ar (depois de 3 milhões de acessos em apenas 10 dias de publicação) por direitos autorais da empresa. Porém, o problema central do comercial não-autorizado é outro.

Em um vilarejo do século XIX, o carro transita pelas ruas despertando a curiosidade de todos. Ao perceber que haviam crianças em uma rua, o carro para automaticamente antes de atropelá-las. Porém, o carro atropela um garoto, que representa ninguém menos que Adolf Hitler, responsável por matar milhões de judeus e soldados na Segunda Guerra Mundial. No final do comercial, os alunos elaboraram a seguinte frase: “Reconhece perigos antes de eles aparecerem”.

Com isso, uma avalanche de comentários sobre a produção começaram a surgir. Em alguns deles, muitos criaram piadinhas mas outros foram bem enfáticos “Detestei, mesmo sendo a sugestão do menino ser Hittler, o comercial se igualou a ele, na loucura, na insanidade e na ideia de um carro ou povo ser superior a outro. Quem nesse mundo tem direito de tirar a vida de outro Ser?”.

Tobias Mueller, porta-voz da Mercedes Benz soltou o seguinte comunicado para a imprensa: “Estamos convencidos de que é inapropriado usar a morte de uma pessoa, neste caso, de uma criança, num spot de publicidade, assim como usar conteúdos associados ao nacional-socialismo”. Para o diretor Tobias Haase, a visão é outra “O filme tem um volume incrível de conteúdo para os seus 60 segundos. É mais do que só esse tema da tecnologia. Acho sempre bom quando um filme levanta discussões. Mas isso nunca quer dizer que um diretor compartilhe cem por cento as mensagens do seu filme. É melhor gozar de Hitler do que levá-lo a sério”.

Mesmo com toda a repercussão, o comercial ganhou um prêmio no First Steps Award com elogios dos jurados: “Este vídeo não se apaga tão fácil da memória. O espectador é praticamente obrigado a formar uma opinião”.

Confira abaixo o vídeo e tire suas próprias conclusões:

Sobre Magno

Mineiro, Planner Digital e colaborador do Cinemascope para levar o melhor conteúdo para você!
Comentários