Home / Críticas / Álbum de Família
Cinemascope - Álbum de Família destaque

Álbum de Família

Por Fausto Fernandes

Vista de perto, nenhuma família é perfeita. E com essa imperfeição, reuniões familiares se tornam um caldeirão de emoções. Em Álbum de Família, os Weston voltam as raízes em uma cidade calorenta de Oklahoma depois que o patriarca Beverly (Sam Shepard) desaparece.

Barbara (Julia Roberts), Ivy (Julianne Nichoslson) e Karen (Juliette Lewis) são as três filhas de Bev com Violet (Meryl Streep). Cada uma com sua história, sua personalidade, sua máscara que cai ao longo do encontro, revelando que família não é sinônimo somente de conjunto, mas de individualidades também. No longa há uma cena bem interessante de uma conversa entre as irmãs, na qual se coloca em discussão essa questão dos laços sanguíneos versus laços sentimentais.

Para apimentar a união de todos, Violet – portadora do câncer e viciada em remédios – parece um vulcão de grosseria, mas olhando profundamente vemos que foi o modo que ela encontrou para sobreviver depois de tudo o que passou. Ninguém é totalmente correto, somos seres humanos com qualidades e defeitos, as vezes uma sobressaindo a outra e o longa mostra de uma visceral que as pessoas não são rótulos, são feitas de camadas e que dependendo da circunstância uma ou outra é a usada.

Baseado na peça de Tracy Letts (que também assina o roteiro do filme), vencedora do prêmio Pulitzer, Álbum de Família conta com a produção de George Clooney e direção de John Wells (A Grande Virada: 2010) que liderou belamente elenco e equipe de grandes atores. A trilha sonora ficou por conta do argentino Gustavo Santaolalla (Pé na Estrada; Babel; Os Segredos de Brokeback Moutain) e a direção da bela fotografia é assinada pelo brasileiro Adriano Goldman (Xingu; 360; Jane Eyre; Cidade dos Homens).

Um elenco de peso e inspiradíssimo. Todos merecem aplausos e elogios, mas destaco Chris Cooper – que interpreta o cunhado de Violet, marido de sua irmã; Julianne Nicholson, por usa irmã reprimida e Julia Roberts e Meryl Streep que, uau, arrebentaram. Cada vez que aparecem na tela, tiram o fôlego com tamanha capacidade de emoção, seja por falas, gestos ou simples olhares. As duas concorrem ao Globo de Ouro, Streep na categoria Melhor Atriz e Roberts Atriz Coadjuvante. Mais que merecido.

Álbum de Família é um filme de respeito. Bruto, cruel, sereno, melancólico e engraçado. Nos leva as mais variadas emoções e sensações, impossível não se identificar em algumas partes e faz refletir (pelo menos a mim) na questão coletivo x indivíduo. Com certeza, veremos algumas indicações ao Oscar e não é por menos. Bravo!!!

Cinemascope - Álbum de Família posterÁlbum de Família (August: Osage County)

Ano: 2013

Diretor: John Wells

Roteiro: Tracy Letts

Elenco Principal: Meryl Streep, Julia Roberts, Ewan Mcgregor, Abigail Breslin, Juliette Lewis, Chris Cooper, Dermot Mulroney

Gênero: Drama / Comédia

Nacionalidade: EUA

 

Veja o trailer:

Galeria de Fotos:

Por Fausto Fernandes Vista de perto, nenhuma família é perfeita. E com essa imperfeição, reuniões familiares se tornam um caldeirão de emoções. Em Álbum de Família, os Weston voltam as raízes em uma cidade calorenta de Oklahoma depois que o patriarca Beverly (Sam Shepard) desaparece. Barbara (Julia Roberts), Ivy (Julianne Nichoslson) e Karen (Juliette Lewis) são as três filhas de Bev com Violet (Meryl Streep). Cada uma com sua história, sua personalidade, sua máscara que cai ao longo do encontro, revelando que família não é sinônimo somente de conjunto, mas de individualidades também. No longa há uma cena bem interessante…

Avaliação geral

Avaliação Geral

4,5

Sobre Fausto

Jornalista e aspirante a cineasta. Fortemente inspirado por Wes Anderson, Woody Allen, Lars Von Trier, Sofia Coppola e outros tantos. Desde que se conhece por gente, gosta de um bom filme e a vontade de atuar na área o fez se mudar para Los Angeles, onde respirou cinema por 2 anos. E claro, não dispensa uma cervejinha.
Comentários