R$ 249,00ou em 12 x de R$ 24,26 no cartão

Curso 100% online

Certificado digital

Material complementar

Assista quando quiser

O CURSO

Este curso convida a um mergulho na composição de imagens para cinema. Após realiza-lo, o aluno será capaz de identificar as melhores ferramentas para gravação de vídeos, além de conseguir identificar as técnicas imagéticas utilizadas em seus filmes favoritos. As aulas mesclam contexto histórico e dicas práticas sobre o uso de equipamentos de gravação e iluminação. Também incluem a conceituação de termos essenciais da área de fotografia e estimulam o desenvolvimento de uma linguagem cinematográfica própria.

+ 3 horas de conteúdo em vídeo

+ material de apoio (artigos e apostila exclusiva para download)

+ Certificado Digital fornecido pela Hotmart (plataforma onde o curso está hospedado)

EMENTA

MÓDULO 1 | INTRODUÇÃO À CINEMATOGRAFIA

Aula 1: Funções da direção de fotografia

Definição do termo cinematografia a partir de uma análise histórica dos elementos que compõem um filme. Reflexão do papel do diretor de fotografia em um set de filmagem e o trabalho envolvido na criação de uma ambiência visual que torne crível a história contada.

Aula 2: Entendendo a linguagem

Exemplos de pioneirismo, os irmãos Lumière auxiliaram o cinema a dar os primeiros passos. Seus filmes retratam o cotidiano da época e se apoiam em uma linguagem descritiva, com um único ponto de vista. Contudo, foi D. W. Griffith que levou a sétima arte à fase adulta. As experiências do americano amadureceram a linguagem cinematográfica e criaram regras que são utilizadas até hoje.

Aula 3: As unidades do filme

A melhor forma de entender uma ideia é desconstruí-la. Esta aula contém um detalhamento dos elementos que compõe um filme: os planos, as cenas, as sequências e a perspectiva da narração.

Aula 4: O espaço fílmico

O que significa linguagem cinematográfica? Como ela pode impactar a narrativa? Essas perguntas, a princípio complexas, são respondidas com o conceito de contrastes visuais, além de muitos exemplos.

MÓDULO 2 | HAJA LUZ!

Aula 1: O que é a luz?

Ela é a matéria-prima que forma as imagens na câmera. É por meio dela que enxergamos o que está ao nosso redor. O cinema não existe sem ela. Este é um mergulho profundo nas características da luz, a radiação eletromagnética que é a base da fotografia.

Aula 2: Propriedades da luz

A imersão continua, dessa vez debruçada sobre conceitos como intensidade, direção e natureza da luz, além de uma diferenciação entre fontes de luz natural e artificial.

Aula 3: Lei do quadrado invertido

O processo de iluminação de cena é um dos mais demorados no set de filmagem. A lei do quadrado invertido auxilia neste momento e colabora com a construção de uma linguagem cinematográfica coesa.

Aula 4: A direção da luz

Como iluminar um filme? De que maneira é possível usar a luz para dar forma a atores e objetos? Essa aula se dedica a responder tais perguntas, além de esclarecer outros usos narrativos da iluminação, como volume, contraste e destaque para o espectador.

Aula 5: A natureza da luz

Este é o último parâmetro relacionado à luz, analisado aqui sob três vertentes: luz direta, luz rebatida e luz difundida. Muito distintas, cada uma delas gera resultados interessantes na tela, desde que utilizadas corretamente.

MÓDULO 3 | ENTENDENDO A CÂMERA

Aula 1: Tipos de câmera

O mercado oferece uma infinidade de câmeras. Porém, qual delas escolher? Antes de responder essa pergunta, é preciso conhecer o panorama histórico sobre a ferramenta e esclarecer a melhor forma de manuseá-la.

Aula 2: O que é ISO?

Presente nas câmeras digitais e analógicas, o ISO é um parâmetro importante relacionado à sensibilidade do sensor ou do filme utilizado. Seus diversos usos concedem aos filmes efeitos decisivos na fotografia.

Aula 3: O que é obturador?

Também conhecido como shutter, o obturador controla a quantidade de tempo que a imagem projetada pela lente vai ficar sobre o sensor ou filme. Entre outras habilidades, é ele que define o framerate do longa gravado.

Aula 4: Tipos de lentes

São as lentes que organizam os raios de luz que entram pelo obturador. Por meio de sua manipulação é possível definir questões como profundidade de campo e foco. Tais elementos devem ser manuseados sabiamente, para que se comportem de acordo com a linguagem definida pelo fotógrafo.

Aula 5: Classificação das lentes

Qual lente mais se aproxima do olho humano? Qual a diferença entre uma lente e outra? Esta aula esclarece os mitos que circundam o acessório e ainda diferencia as lentes comuns das teleobjetivas e das grandes angulares.

MÓDULO 4 | O CONTROLE DA IMAGEM

Aula 1: Iluminação e os instrumentos de controle

Um bom fotógrafo deve saber utilizar as fontes de luz natural e artificial em conjunto, a fim de criar um ambiente verossímil. Esta análise tece uma reflexão sobre as fontes de iluminação e fornece dicas preciosas de como mesclá-las.

Aula 2: Temperatura de cor (parte I)

Apanhado sobre a temperatura de cor, quesito crucial em um set de filmagem. Dicas para controla-la, explicações sobre escala Kelvin e filtros CTO e CTB.

Aula 3: Temperatura de cor (parte II)

Além dos filtros listados na aula anterior, existem ferramentas que aumentam ou diminuem a intensidade do verde e também concedem coloração neutra às gravações.

PROFESSOR

Kiko Barbosa é formado em jornalismo pelo Centro de Ensino Superior de Juiz de Fora, iniciou sua carreira no audiovisual em 2007, onde passou por emissoras de tv e produtoras de vídeo exercendo a função de operador de câmera. Mais tarde, tornou-se Diretor de Fotografia, tendo a oportunidade de contribuir para projetos de empresas como Editora Abril, MRS, DM9, Exército Brasileiro, HBO Latin America, entre outras. Recentemente fez parte da equipe de câmera como DP2 do documentário Holocausto Brasileiro, produzido pela HBO e exibido no canal MAX. Na área de cinema, dirigiu a fotografia de mais de 15 curtas, dentre eles “Sleep” (2013, EUA), premiado no SciFI Boston Film Festival e com o prêmio de melhor Fotografia no NY Short Film Festival. Posteriormente, o curta foi selecionado por IAN SFB e Fernando Meirelles como um dos finalistas do festival “The Walkers”, promovido pela Johnnie Walker International, em 2014. É sócio-fundador da Impulso Projetos Audiovisuais.

Compartilhe: