Author: joyce

Sobre

Joyce Pais

Fundadora e editora-chefe do Cinemascope. Jornalista, professora, palestrante e filmmaker paulistana. Apaixonada por David Lynch, Pedro Almodóvar, Marilyn Monroe e café.

12 Horas

Por Joyce Pais Tenho uma tendência assumida de acreditar que qualquer filme que envolva Amanda Seyfried já começa errado na escalação de elenco, 12 horas veio para comprovar essa tese. Na estréia de Heitor Dhalia em um filme norte americano, ter uma estrela com um nome de peso no papel principal, em termos mercadológicos, poderia ser um ponto explorado positivamente caso Seyfried conseguisse, no auge dos seus 26 anos de idade e 13 de carreira, demonstrar amadurecimento e não só mais uma atuação inverossímel (vista também em Chloe – O Preço da Traição) que não se distancia muito do...

Ler Mais

Raul – O início, o fim e o meio

Por Joyce Pais Seguindo uma estrutura narrativa que muito se assemelha ao impecável Uma noite em 67 (Ricardo Calil – 2010), Raul – O início, o fim e o meio concentra seus esforços em reconstruir a trajetória profissional e pessoal de um dos ícones do rock brasileiro, Raul Seixas. E o faz de maneira sincera e respeitosa. O documentário, que levou 6 anos para ser realizado, foi habilidoso ao fugir da imagem estereotipada e pejorativa a qual comumente o cantor é associado –  a de bêbado, drogado e marginal. Se os relatos familiares serviram pra dar luz a uma...

Ler Mais

Denis Feijão e Felipe Kowalczuk

Câmera por Joyce Pais Edição por Thais Andrea Em debate exclusivo, os produtores Denis Feijão e Felipe Kowalczuk, contaram como foi a realização do filme Raul – O início, o fim e o meio, o processo de pesquisa, o encontro com os personagens do documentário, a paixão por Raul, a importância do resgate da história de um dos maiores ídolo do rock e as dificuldades de se fazer cinema no Brasil. Confiram! Veja o vídeo:...

Ler Mais

Shame

Por Joyce Pais Shame, que em português significa vergonha, traz no seu título o primeiro indício de que a abordagem do novo longa de Steve McQueen possui uma ligação visceral com o problema que se propõe não só a retratar, mas também a explorar a fundo mesmo que, em dados momentos, o faça de maneira implícita ou simbólica. Vencedor do prêmio de Melhor Ator no Festival de Veneza do ano passado, Michael Fassbender repete a parceria com o diretor e artista plástico; o ator quer ganhou notoriedade com o longa Fome (Hunger) há quatro anos interpretando Booby Sands, dessa...

Ler Mais