Autor: Felipe Teixeira

Sobre

Felipe Teixeira

Jornalista e apreciador da cultura pop desde que Peter Jackson inventou de gravar uma trilogia na Nova Zelândia.

Nova Redenção: filme sobre mulheres nordestinas lança campanha online

Gravado de forma totalmente independente durante 15 dias em janeiro de 2018, o curta-metragem documental Nova Redenção está com uma campanha online para viabilizar a conclusão do projeto, que apresenta o pacato e humilde cotidiano de três mulheres que vivem no município que dá título ao filme, localizado na Chapada Diamantina, interior da Bahia. Inspirado no livro-reportagem A vida que ninguém vê, de Eliane Brum, o curta é de autoria de um grupo de alunos da Escola de Comunicação da Universidade Federal do Rio de Janeiro (ECO-UFRJ) e apresenta as simples vidas de pessoas comuns sob seus aspectos mais...

Ler Mais

7º Panorama de cinema suíço chega ao Rio em 30 de maio

Entre os dias 30 de maio e 18 de junho, acontece na cidade do Rio de Janeiro a 7ª edição do Panorama do Cinema Suíço Contemporâneo, uma parceria entre o Centro Cultural Banco do Brasil, o Sesc SP e o Consulado da Suíça em São Paulo. Entre os destaques na programação está o documentário Sobre Ovelhas e Homens, de Karim Sayad,  que o foi o filme vencedor do Prêmio do Júri no 53º Solothurner Filmtage. O diretor virá ao Rio de Janeiro para participar de um debate, dia 30 de maio, às 19h. Além do filme de abertura, o público terá acesso a 13 longas-metragens, nos...

Ler Mais

Mulheres protestam no tapete vermelho do Festival de Cannes

82 mulheres fizeram uma histórica manifestação no tapete vermelho do Festival de Cannes 2018 neste sábado, 12 de maio. Liderado pela presidente do júri, a britânica Cate Blanchett, o grupo composto por diretoras, atrizes e outras profissionais do cinema se posicionou na escada de acesso ao Palácio dos Festivais, em protesto contra o baixíssimo número de diretoras contempladas ao longo dos 71 anos do festival, os abusos contra as profissionais na indústria e a desigualdade salarial. “82 mulheres estão nesses degraus hoje simbolizando a quantidade total de diretoras que subiram essas escadas desde que o Festival de Cannes foi...

Ler Mais

Na briga entre Cannes e Netflix, quem perdeu foi o cinema

“Eu tenho que falar pelo meu pai. Eu vi como as grandes empresas destruíram a vida e o trabalho do homem que amei tanto e odiaria ver a Netflix se tornar uma delas”, declarou Beatrice Welles em um e-mail enviado ao chefe de conteúdo da Netflix, Ted Sarandos, e divulgado pela revista Vanity Fair no mês de abril. Produzido pela Netflix, The Other Side Of The Wind, o último filme do pai de Beatrice, o cineasta Orson Welles, falecido em 1985, seria exibido pela primeira vez em uma das mostras não competitivas do Festival de Cannes de 2018, que...

Ler Mais