Autor: Mario

Sobre

Mario

Comunicólogo, aspirante a cineasta, roteirista, cinéfilo apaixonado, influenciado por Kubrick, Truffaut, Bergman, Von Trier, Haneke, Irmãos Coen, Lynch, Tarantino, Glauber Rocha e Cluadio Assis, Basquiat, Banksy, Bukowski e Nietzsche, gosto de cerveja, longas discussões e desenhos animados.

Miss Violence

Por Mário Neto Utilizando o conceito de estrutura familiar como microcosmo de uma sociedade grega que atravessa profunda crise financeira, o diretor Alexandros Avranas, vencedor do Leão de Ouro do Festival de Veneza do ano passado, propõe em Miss Violence um aterrador ensaio sobre como relações psicossociais e hierárquicas aberrativas são construídas. O incidente incitante da trama é inserido logo no início da projeção, antes mesmo dos créditos iniciais, tal artifício, recorrente em filmes de suspense e thrillers, se apresenta aqui na forma de um bizarro suicídio envolvendo uma garotinha em plena comemoração de seu 11º aniversário. Porém na...

Ler Mais

Testemunha de Acusação

Por Mário Neto Entre as inúmeras obras – primas do mestre Billy Wilder, Testemunha de Acusação (1957) figura entre os títulos mais aclamados do legendário diretor/roteirista. Não apenas por se tratar de um trabalho extremamente envolvente e surpreendente, como a maioria de seus filmes, mas também por se tornar referência no subgênero filmes de tribunal explorando uma nova maneira de abordar o julgamento de um crime repleto de lacunas, no qual o mistério que permeia toda a projeção se encontra na incerteza da inocência do réu, ao invés da resolução do crime em si. No início somos apresentados a...

Ler Mais

Faces

Mário Neto Considerado por muitos sua obra-prima, além de um dos longas-metragens mais importantes da história do cinema norte-americano, Faces (1968) fez com que a genialidade de Cassavetes como diretor fosse reconhecida mundialmente, recebendo incontáveis elogios calorosos da crítica, conquistando prêmios por todos festivais que participara, além de ser nomeado para 3 categorias do Oscar de 1969 – Melhor Roteiro Original, Melhor Ator Coadjuvante e Melhor Atriz Coadjuvante. Ao analisarmos o impacto estrondoso do filme na indústria cinematográfica, é extremamente intrigante conceber o fato de que a obra foi resultado de um longo, tortuoso e caótico desenvolvimento fílmico, desde...

Ler Mais

Malária

Por Mário Neto Criativo, cativante e consistente, essas são as principais características de Malária, curta-metragem que incorpora em sua linguagem elementos de HQ, desenvolvendo, assim, um estilo híbrido de mídia em seu processo narrativo. Contextualizado em um ambiente de faroeste, o filme nos mostra uma intrigante conversa numa mesa de bar entre a Morte e um homem que está disposto a assassiná-la. A trama é regida por uma espécie de apreensão cadenciada, na qual a Morte munida de uma incrível retórica serena, busca convencer seu algoz de abdicar da ideia de eliminá-la, expondo a necessidade de sua existência para...

Ler Mais

O Ato de Matar

Por Mário Neto Imagine se Adolph Hitler, Augusto Pinochet ou Saddan Hussein fossem convidados a conceberem cinematograficamente a rememoração de seus atos genocidas, uma proposta de cunho altamente estarrecedor, correto? Pois essa é exatamente a premissa do documentário O Ato de Matar, dirigido pelo estreante Joshua Oppenheimer, que conta com produção executiva de Werner Herzog e Errol Morris. Em 1965, a Indonésia, assolada por uma terrível instabilidade política, sofre um golpe militar, o qual resulta em uma perseguição e extermínio de todos aqueles que, supostamente, se opusessem ideologicamente ao regime, fossem eles comunistas, camponeses, intelectuais ou até mesmo imigrantes...

Ler Mais