Home / Colunas / Hotel Chevalier
Cinemascope - Hotel Chevalier

Hotel Chevalier

Por Luciana Ramos

O fim do relacionamento de um casal é o tema do curta Hotel Chevalier escrito e dirigido por Wes Anderson, em 2007. Hospedado em um hotel de Paris, um homem (Jason Schwartzman) recebe a visita inesperada da sua até então (ou não) namorada (Natalie Portman). Entende-se que ela o magoou antes e queria resolver as pendências. Em um clima romântico e de cumplicidade, os dois tem seus últimos momentos como um casal antes de cada um seguir seu rumo.

O curta, financiado pelo próprio Anderson, é um prólogo do longa Viagem a Darjeeling. Filmado em dois dias e meio e editado no computador pessoal do diretor, o filme é intimista e mostra um término de namoro bruto, mas ao mesmo tempo delicado. Os dois atores não receberam cachê, o fizeram por amor a arte. Outra curiosidade bacana é que o curta contém a primeira cena de nudez de Portman.

Como todo o trabalho do diretor, a fotografia é linda. A paleta de cores típica de Wes, assim como a simetria dos enquadramentos, travellings e uma composição ímpar. Além, é claro, de uma trilha bem gostosa.

Veja o curta:

Sobre Luciana

Natural de Salvador, cresceu gravando filmes incríveis dos anos 80 e 90 em fitas VHS. É fã de cinema clássico e filmes noir, mas sabe apreciar uma boa comédia. Admira qualquer expressão artística que desperte os sentidos e estimule a mente. O cinema é, para ela, a arte mais completa por ser diversão, abstração, imersão, catarse, reflexão, expressão política e social, tudo junto e misturado. Atualmente mora em São Paulo e é formada em Cinema pela FAAP e Administração pela Universidade Mackenzie. Entre seus diretores favoritos estão Billy Wilder, Woody Allen, Alfred Hitchcock e John Hughes.
Comentários