Autor: Adara Araújo

Sobre

Adara Araújo

Professora e pseudo-cinéfila, amante do cinema russo, Steven Spielberg, comédias românticas e Jane Austen.

A 13ª Emenda

Uma a cada quatro pessoas que estão presas no mundo estão nos Estados Unidos.  Esse é um dos primeiros dados com os quais somos bombardeados logo no início de A 13ª Emenda (2016), documentário premiado da diretora Ava Duvernay e produzido e distribuído pela Netflix. A ideia original da cineasta ao começar a pesquisa para o filme era tratar do tema do encarceramento em massa e como as prisões norte-americanas funcionam como um sistema econômico extremamente lucrativo. Mas, a partir do momento que as entrevistas começaram a acontecer ela percebeu que não poderia tratar desse assunto sem antes rever...

Ler Mais

Conheça os vencedores do 48º Festival de Cinema de Gramado

Na noite do último sábado, seguindo todos os protocolos de segurança contra a COVID-19, foram anunciados os vencedores do Festival de Cinema de Gramado. A cerimônia aconteceu no Palácio dos Festivais, como em todos os anos anteriores, mas desta vez sem público.  O longa pernambucano King Kong en Asunción, de Camilo Cavalcante, levou três kikitos para casa, incluindo melhor filme, melhor trilha musical (que foi dividido com o longa Todos Os Mortos) e o prêmio póstumo de melhor ator para Andrade Junior que faleceu em agosto de 2019. O já renomado Ruy Guerra foi premiado com o kikito de melhor...

Ler Mais

Festival de Cinema de Gramado 2020: conheça os indicados

Seguindo a linha adotada para este ano, dia 18 de agosto o Festival de Cinema de Gramado 2020 anunciou a sua incursão nos festivais online. Ao todo, foram inscritos 146 longas-metragens brasileiros dos quais foram selecionados apenas 7 para concorrerem na categoria principal. São eles: Aos Pedaços (Ruy Guerra), King Kong em Asunción (Camilo Cavalcante), Me chama que eu vou (Joana Mariani), O Samba é primo do Jazz (Angela Zoé), Por que você não chora? (Cibele Amaral), Todos os mortos (Caetano Gotardo e Marco Dutra) e Um animal amarelo (Felipe Bragança). Entre os 93 longas estrangeiros que se inscreveram Festival...

Ler Mais

Cidade de Deus

Aclamado em vários dos festivais e premiações de 2002, incluindo quatro indicações ao Oscar de 2004 (diretor, roteiro adaptado, edição e fotografia), Cidade de Deus (2002) conta a história da criação da favela do mesmo nome no Rio de Janeiro durante as décadas de 1960 e 1980.  Dirigido por Fernando Meirelles e Katia Lund, o longa segue a história da favela pelos olhos de Buscapé (Alexandre Rodrigues) desde os primórdios com o Trio Ternura e seus assaltos a caminhões de gás, até a guerra entre Zé Pequeno (Leandro Firmino) e Mané Galinha (Seu Jorge) que dividiu a comunidade e é...

Ler Mais
  • 1
  • 2