Author: thais-lourenco

Sobre

Thaís Lourenço

Historiadora e capricorniana. Acredita que o cinema é uma cápsula do tempo-espaço através da qual exercitamos a imaginação e empatia. Ama os efeitos de Méliès, as cores de Almodóvar (e Wes), as viagens de Miyazaki e as brisas surrealistas.

Victoria e Abdul – O Confidente da Rainha

Em 1887 a Índia era então colônia da Grã-Bretanha e a rainha Victoria sua governante. Partindo dessa informação, somos conduzidos durante as primeiras cenas do filme até a cidade de Agra, onde conhecemos Abdul Karim (Ali Fazal) caminhando por entre os moradores locais em direção ao seu trabalho, nos apresentando o cotidiano da cidade. Ao chegar lá, é convocado por seu superior a fazer uma viagem à Inglaterra para entregar pessoalmente à Rainha Victoria uma rara moeda mongol, cunhada especialmente para ela em homenagem ao seu Jubileu de Ouro (50 anos de governo). Partem em viagem ele e Mohammed...

Ler Mais

Dear Basketball

As cartas de amor podem surgir de diferentes formas, algumas mais tradicionais, feitas à mão no papel de carta perfumado, algumas em formato de textão de WhatsApp, e outras vêm em forma de animação, feita apenas com lápis de escrever e de cor, ao melhor estilo escolar nostálgico. Fato é que, independente da forma, o conteúdo e a intenção tendem a permanecer inalterados. Dear Basketball, indicado ao Oscar de Melhor Curta-Metragem de Animação deste ano, é uma emocionante carta de amor e de despedida de Kobe Bryant do basquete, o amor da sua vida desde que tinha 6 anos de...

Ler Mais

Garden Party

Animações nem sempre são para crianças, às vezes elas vêm como um soco no estômago e nos causam incômodo e confusão. Utilizando ferramentas da animação, os animadores e roteiristas, por vezes, conseguem demonstrar mais gráfica e facilmente o que por outros meios seria muito mais complexo. Subvertendo a fórmula fabulesca de amor ao estilo Disney-Pixar em um conto sobre uma realidade sangrenta e doentia, Garden Party consegue escancarar o que de mais podre existe por trás do luxo. Esse curta-metragem é daqueles que apresentam uma história com múltiplas camadas, onde nada é o que parece à primeira vista. Sapinhos...

Ler Mais

Lou

Escrever sobre um curta-metragem de animação não é lá uma tarefa muito fácil. Como se critica um filme de 5 minutos? Neste tipo de produção, os diretores, produtores, animadores e toda a equipe por trás da empreitada, têm a missão de emocionar, cativar, prender ou até questionar em um tempo bem curto. Parece impossível. Não para a Pixar. Lou te baixa a guarda com uma facilidade surreal, a Pixar (rainha em despertar todos os tipos de sensações) cumpre mais uma vez e com maestria seu trabalho. Estão sempre em busca – sorte a nossa – de nos provar que...

Ler Mais

Uma Mulher Fantástica

Discutir e pensar gênero é sempre uma tarefa que requer acima de tudo empatia, não há dificuldade – ou pelo menos, não deveria haver – em entender o outro e se encontrar na alteridade. Pensando nisso, o cinema vem cada vez mais (ainda bem) colocando em pauta as diferentes vivências, personalidades, individualidades para conseguir ainda que a passos lentos, dar visibilidade à causa LGBT. O cinema de gênero não é grande o bastante para abordar a miríade de histórias que os indivíduos pertencentes desse grupo podem e devem contar. Estamos em uma fase em que vemos serem produzidos conteúdos...

Ler Mais